quarta-feira, 11 de outubro de 2017

As Artes Entre As Letras" n.º 204


"As Artes Entre As Letras" | n.º 204 | 11 Outubro de 2017 | quinzenalmente às quartas | 2,00 euros

Disponível na Traga-Mundos – livros e vinhos, coisas e loisas do Douro em Vila Real... | Traga-Mundos – lhibros i binos, cousas i lhoisas de l Douro an Bila Rial...
[também disponível os seguintes números: 198 / 199, 200 – 8 anos, 201 / 202, 203]

terça-feira, 10 de outubro de 2017

Manual de Plantas Medicinais – bases farmacológicas e clínicas


“Manual de Plantas Medicinais – bases farmacológicas e clínicas” de A. Proença da Cunha, Alda Pereira da Silva, Maria do Céu Costa, Odete Rodrigues Roque, Henrique Proença da Cunha, Mafalda Proença Portugal

Disponível na Traga-Mundos – livros e vinhos, coisas e loisas do Douro em Vila Real... | Traga-Mundos – lhibros i binos, cousas i lhoisas de l Douro an Bila Rial...
[também disponível os títulos: “Plantas Aromáticas em Portugal – caracterização e utilizações” de A. Proença da Cunha, José Alves Ribeiro, Odete Rodrigues Roque, “Culturas e Utilização das Plantas Medicinais e Aromáticas” de A. Proença da Cunha, Odete Rodrigues Roque, Natália Gaspar, “Plantas e Produtos Vegetais em Fitoterapia” de A. Proença da Cunha, Alda Pereira da Silva, Odete Rodrigues Roque, “Plantas na Terapêutica Farmacologia e Ensaios Clínicos” de A. Proença da Cunha, Frederico Teixeira, Alda Pereira da Silva, Odete Rodrigues Roque, “Plantas Medicinais da Farmacopeia Portuguesa – constituintes, controlo, farmacologia e utilização” de A. Proença da Cunha, Odete Rodrigues Roque, “Plantas e Produtos Vegetais em Cosmética e Dermatologia” de A. Proença da Cunha, Alda Pereira da Silva, Odete Rodrigues Roque, Eunice Cunha, “Plantas Aromáticas e Óleos Essenciais – composição e aplicações” de A. Proença da Cunha, Odete Rodrigues Roque, Maria Teresa Nogueira, “Especiarias e Plantas Condimentares – Origem, Composição e Utilizações” A. Proença da Cunha e Odete Rodrigues Roque; “Flora e Avifauna do Concelho de Moimenta da Beira” de António Luis Crespí, Adriano Sampaio e Castro, Álvaro Rua Martins, Paulo Travassos, Mário Santos; “Flora e Vegetação do Vale do Rio Corgo” de António Luís Crespi, Isabel Garcia-Cabral, Carlos A. Castro, Paulo Almeida, João F. da Rocha, Álvaro Rua Martins; “Guia Artesanal de Plantas Selvagens - usos culinários, medicinais, hortícolas e artesanais” ilustrado, escrito, encadernado por Rita Roquette e David Michael Allison; “Artes de Cura e Espanta-Males – espólio de medicina popular recolhido por Michel Giacometti” Ana Gomes de Almeida, Ana Paula Guimarães, Miguel Magalhães (coords.), “Medicina Popular – ensaio de antropologia médica” de António Fontes e João Gomes Sanches, “Plantas e Saberes – No Limiar da Etnobotânica em Portugal” Amélia Frazão-Moreira, Manuel Miranda Fernandes (org.), "Ervas e Mezinhas na cozinha e na saúde" M. Margarida Pereira-Muller; “Salada de Flores”, “Sementes à Solta” e “Hortas Aromáticas” de Fernanda Botelho, ilustrações de Sara Simões, “As Plantas e a Saúde – Guia prático de remédios caseiros” de Fernanda Botelho; “erva uma vez... estórias cozinhadas com aromas!” autores: Luís Alves – Ervas aromáticas, Patrícia Vilela – Receitas, Nelson Garrido – Fotografia, Pedro Botelho – Design; “Plantas Aromáticas, Medicinais e Condimentares” – dvd – cursos de jardinagem 1]


terça-feira, 3 de outubro de 2017

Agenda 2018 - plantas medicinais

“Plantas Medicinais – a saúde nas nossos mãos – agenda 2018” de Fernanda Botelho

Esta agenda é uma homenagem às plantas e às mãos que delas têm sabido cuidar ao longo dos milénios. É mais uma tentativa de aproximação entre plantas e pessoas, medicina e planeta. O fio condutor desta agenda, a nona desde 2010 continua a ser o uso terapêutico de plantas e frutos. E porque 2018 é o ano Europeu do Património Cultural, património esse que abrange recursos do passado que assumem muitas formas e aspetos. O conhecimento ancestral das plantas e seus usos constitui um desses valiosos aspetos que é urgente preservar para o bem da nossa saúde e da saúde do planeta terra.

Disponível na Traga-Mundos – livros e vinhos, coisas e loisas do Douro em Vila Real... | Traga-Mundos – lhibros i binos, cousas i lhoisas de l Douro an Bila Rial...

[também disponível da autora os títulos: “Sementes à Solta”, “Hortas Aromáticas”, “Salada de Flores” e “Nettles and roses”, ilustrações de Sara Simões; “As Plantas e a Saúde – Guia prático de remédios caseiros”, “Uma Mão Cheia de Plantas Que Curam – 55 espécies espontâneas em Portugal”]


segunda-feira, 2 de outubro de 2017

Poemagosto - Festival Internacional de Poesia em Allariz



A livraria Traga-Mundos foi convidada para participar com uma banca de livros, sobretudo de POESIA, e mais algumas coisas e loisas, no IV Poemagosto – Festival Internacional de Poesia em Allariz, nos dias 13 (sexta-feira), 14 (sábado) e 15 (domingo) de Outubro de 2017, sábado, em Allariz, Galiza. [recordamos que participamos há três edições, desde a primeira…]


quarta-feira, 27 de setembro de 2017

As Artes Entre As Letras n.º 203


"As Artes Entre As Letras" | n.º 203 | 27 Setembro de 2017 | quinzenalmente às quartas | 2,00 euros

Disponível na Traga-Mundos – livros e vinhos, coisas e loisas do Douro em Vila Real... | Traga-Mundos – lhibros i binos, cousas i lhoisas de l Douro an Bila Rial...
[também disponível os seguintes números: 198 / 199, 200 – 8 anos, 201 / 202]

segunda-feira, 18 de setembro de 2017

à praxe: desobedecer!


“Desobedecer à Praxe” de Bruno Moraes Cabral e João Mineiro

Porque o silêncio sobre a praxe se tem tornado insuportável, neste livro poderão encontrar um desafio ao debate e, sobretudo, um convite para a ação. Desobedecer à Praxe procura desconstruir os argumentos que têm legitimado a praxe académica, traçar uma história do fenómeno entre o século XVIII e a primeira década deste milénio e propor estratégias para passar da crítica à ação concreta.

Bruno Moraes Cabral é realizador. O seu filme Praxis, sobre a praxe académica, obteve o prémio de Melhor Curta-Metragem da competição nacional no DocLisboa 2011.

João Mineiro é sociólogo e investigador. Foi dirigente estudantil no ISCTE-IUL entre 2010 e 2015.

Disponível na Traga-Mundos – livros e vinhos, coisas e loisas do Douro em Vila Real... | Traga-Mundos –lhibros i binos, cousas i lhoisas de l Douro an Bila Rial...


quarta-feira, 13 de setembro de 2017

As Artes Entre As Letras n.º 201 / 202


"As Artes Entre As Letras" | n.º 201 / 202 | 13 Setembro de 2017 | quinzenalmente às quartas | 2,00 euros

Disponível na Traga-Mundos – livros e vinhos, coisas e loisas do Douro em Vila Real... | Traga-Mundos – lhibros i binos, cousas i lhoisas de l Douro an Bila Rial...
[também disponível os seguintes números: 198 / 199, 200 – 8 anos]

terça-feira, 12 de setembro de 2017

Baldrame


“Baldrame” de Manuel Fernando Gonçalves

BALDRAME é um livro de poesia de Manuel Fernando Gonçalves, edição DSO (Coimbra, Junho 2017), com 66 páginas e cuja tiragem é limitada a 100 exemplares. A fotografia da capa é da autoria de Manuel Fernando Gonçalves.

Manuel Fernando Gonçalves (Bragança, 1951) - sou eu a fazer histórias, o grande lapso das frases ouvidas aqui e ali, quem sabe são do nosso quotidiano, cheiram, sabem a qualquer coisa conhecida, que maçada sentir a fala dos entediantes: nem sonham como se torna vaga a sua presença.  

Disponível na Traga-Mundos – livros e vinhos, coisas e loisas do Douro em Vila Real... | Traga-Mundos – lhibros i binos, cousas i lhoisas de l Douro an Bila Rial...


quinta-feira, 7 de setembro de 2017

Mercadinho da Capella #9, Arroios


A livraria Traga-Mundos foi convidada para participar com uma banca de livros, e mais algumas coisas e loisas, no Mercadinho da Capella #9 – «edição especial 2017», que irá decorrer no dia 16 de Setembro de 2017, sábado, a partir das 18h00, no âmbito do Projeto Capella, em Arroios, Vila Real.

quarta-feira, 6 de setembro de 2017

Vila Real – cidade dos três santos populares?


Vila Real – cidade dos três santos populares?

Vindo de Lourenço Marques, Moçambique, África, realizei os estudos secundários na cidade de Vila Real, onde cresci com um olhar forasteiro e encantado pelas suas diversas tradições – algumas peculiares e únicas!

Na magnífica feira de Santo António, descobri os “pretinhos de santo antónio”, ou pretinhos da sorte… se fossem roubados! E a existência da capelinha de um Santo António dos Esquecidos…

No Bairro de Santa Margarida, vulgo Rua dos Ferreiros, festejava-se a noite de São João com o saltar de fogueiras, num ambiente mágico e como que transgressor… [o bairro era um recanto estigmatizado da cidade: quando me matriculei na Escola Preparatória Diogo Cão, vindo de uma aldeia, fui colocado na “turma dos da aldeia e do bairro dos ferreiros”, em contraponto com a “turma dos da cidade”!]

Na Feira de São Pedro, vulgo feira dos pucarinhos, um mar telúrico de peças de olaria negra de Bisalhães, aprendi a jogar ao panelo e a admirar a diversidade das artes de homens com mãos marcadas pelo barro e pelas rodas de oleiro manuais.

A minha vida de traga_mundos seguiu diversos destinos e afazeres, do Baixo Alentejo a Norddeutchland, passando pela Guiné-Bissau. Regressei a esta cidade, anos depois, e constato uma mudança na vivência actual dos três santos populares – inspirado num conceito de «mercantilização e aporia da “cultura popular”» da antropóloga Paula Godinho.

O Santo António – apesar da louvável manutenção da típica feira do gado… que passará despercebida aos condutores da cidade! –, resume-se a uma espécie de feira popular, de carrosséis eléctricos e carrinhos de choque, farturas e afins… – com uma localização absolutamente inadequada! E o desfilar de marchas similares às dos bairros alfacinhas da capital!

O São João subiu do bairro para se espalhar pelas ruas do centro histórico – uma acção que teve o seu início no Cabo de Bila por iniciativa dos seus comerciantes – e é uma noite de comes e bebes, tipo portuense, e… devidamente sentados! – curiosamente, é a única noite do ano em que a população de uma cidade capital de distrito vive as suas ruas!

O São Pedro é essencialmente uma feira de cuecas e peúgas, em saldo à meia ou à dúzia, onde os vila-realenses anualmente se abastecem! A presença da olaria negra de Bisalhães é meramente simbólica – digamos que, evocativa…

Vila Real – cidade dos três santos populares? – festa por festa, faltará importar as festas juninas brasileiras, para se candidatar à UCCLA – União das Cidades Capitais de Língua Portuguesa, pois então!

António Alberto Alves
a olhar a Feira de São Pedro à porta da livraria Traga-Mundos, em Vila Real
28 de Junho de 2017

revista “Explora”, setembro 2017, página 49

terça-feira, 5 de setembro de 2017

Cão Celeste #11


CÃO CELESTE #11

com capa de Maria João Worm
colaborações de ABEL NEVES, Alberto Pimenta, Alexandre Esgaio, Ana Biscaia, Ana Menezes, Antoine Sarnago, António Barahona, Bárbara Assis Pacheco, Bruno Borges, Cláudia Dias, Daniela Fortuna, Débora Figueiredo, Dede Fernandes, Dedo Mau, Elisabete Marques, Emanuel Jorge Botelho, E. M. de Melo e Castro, Gil de Carvalho, Guilherme Faria, Hugo Pinto Santos, Inês Dias, Isabel Baraona, ISABEL NOGUEIRA, Jaime Rocha, João Chambel, João Concha, João Paulo Esteves da Silva, Jorge Roque, José Feitor, Manuel A. Domingos, Manuel de Freitas, Manuel Diogo, Manuel Machado, Maria da Conceição Caleiro, Maria João Worm, Miguel de Carvalho, Miguel Martins, Pablo Fidalgo Lareo, Pádua Fernandes, Paulo da Costa Domingos, Pedro Burgos, Ricardo Álvaro, Ricardo Castro, Ricardo Marques, Rui Baião, Tiago Manuel, Urbano e Zepe.

PATERSON, 2016 (JIM JARMUSCH)

Os poemas são como o mundo: não rimam. Voltam, desaparecem, tentam dizer o peso da água ou o aroma ténue da cerveja. São uma trela no escuro, depois de termos queimado todos os fósforos. Escrevemos, num caderno vazio, a palavra ausência. Talvez amanhã seja outro dia.

[...]

- Manuel de Freitas


Disponível na Traga-Mundos – livros e vinhos, coisas e loisas do Douro em Vila Real... | Traga-Mundos – lhibros i binos, cousas i lhoisas de l Douro an Bila Rial...
[também disponível os seguintes números de “Cão Celeste”: #3, #4, #5, #6, #7, #8, #9, #10]

sábado, 2 de setembro de 2017

Portugal – Lost and Found – Fascinating coloring book for children


Portugal – Lost and Found – Fascinating coloring book for children” design by Marina Velichko, illustrations by Maria Demidova

Disponível na Traga-Mundos – livros e vinhos, coisas e loisas do Douro em Vila Real... | Traga-Mundos – lhibros i binos, cousas i lhoisas de l Douro an Bila Rial...
[também disponível o seguinte título: “Portugal – Lost and Found – Fascinating coloring book for adults” design by Marina Velichko, illustrations by Olga Salikhova]


sexta-feira, 1 de setembro de 2017

"Quando Portugal Ardeu" na Feira do Livro do Porto 2017

apresentação do livro “Quando Portugal Ardeu” de Miguel Carvalho
com a presença do autor
dia 9 de Setembro de 2017, sábado, pelas 14h00
organização do stand n.º 105 da livraria Traga-Mundos
no Salão Independente, Biblioteca Municipal Almeida Garrett
Feira do Livro do Porto 2017, Jardins do Palácio de Cristal, no Porto


«Em “Quando Portugal Ardeu” contam-se histórias desconhecidas sobre a vida do Padre Max e os bastidores do seu assassinato, em 1976, em Vila Real.
A região de Trás-os-Montes atravessa, de resto, vários capítulos deste livro, a propósito da violência política do pós-revolução e das ramificações da rede bombista de extrema-direita.
Um dos seus principais chefes, Joaquim Ferreira Torres – assassinado em 1979 - foi presidente da Câmara de Murça.
E pela fronteira de Chaves passaram muitos conspiradores e até militares à cata de reuniões clandestinas da rede bombista.
Estas e outras histórias fazem parte deste volume de quase 600 páginas que resgata episódios esquecidos e traz à luz do dia muitos segredos dos tempos de brasa.»
MIGUEL CARVALHO, Jornalista, Revista VISÃO

«Quem foram as primeiras vítimas mortais da democracia? Por que razão foram assassinados Padre Max, Rosinda Teixeira e Joaquim Ferreira Torres? Quem protegia e que segredos escondia a rede bombista de extrema-direita? Como enfrentou o cônsul dos EUA no Porto o PREC? O que relatam os diários do norueguês baleado no Verão Quente de 1975? Como é que a Igreja mobilizou e abençoou a luta contra o comunismo? O que sabia a PJ sobre o terrorismo político e tudo o que nunca chegou a julgamento? Com recurso a centenas de documentos, entrevistas e testemunhos inéditos, esta investigação jornalística traz à luz do dia histórias secretas ou esquecidas do pós-25 de Abril. Quando Portugal ardeu e esteve à beira da guerra civil.»


António Alberto Alves
Traga-Mundos – livros e vinhos, coisas e loisas do Douro
Rua Miguel Bombarda, 24 – 26 – 28 em Vila Real
2.ª, 3.ª, 5.ª, 6.ª, Sáb. das 10h00 às 20h00 e 4.ª feira das 14h00 às 23h00
259 103 113 | 935 157 323 | traga.mundos1@gmail.com

Próximos eventos:
- dia 14 de Setembro de 2017, quinta-feira, pelas 21h00: tricota_mundos noite #12, na livraria Traga-Mundos, em Vila Real, Portugal;
- dia 16 de Setembro de 2017, sábado, pelas 15h15: apresentação de “Dormir Com Lisboa” de Fausta Cardoso Pereira [II Prémio Antón Rico de Literatura Fantástica (Galiza)], organização do stand n.º 105 da livraria Traga-Mundos, no Salão Independente, Biblioteca Municipal Almeida Garrett, Feira do Livro do Porto 2017, Jardins do Palácio de Cristal, no Porto, Portugal;
- dia 16 de Setembro de 2017, sábado, pelas 17h00: participação com uma banca de livros, e mais algumas coisas e loisas, no Mercadinho da Capella, no âmbito do Projeto Capella, em Arroios, Vila Real, Portugal;
- dias 13, 14 e 15 de Outubro de 2017, sábado: participação com uma banca de livros de poesia no IV Poemagosto – Festival Internacional de Poesía en Allariz, Galiza;
- dias 1, 2 e 3 de Dezembro de 2017: participação com uma banca de livros na Culturgal – Feira das Industrias Culturais da Galiza, no Pazo da Cultura de Pontevedra, Galiza;
- e ao longo de 2017 haverá mais, sempre muito mais... 

quarta-feira, 23 de agosto de 2017

na Feira do Livro do Porto 2017 - stand n.º 105


traga_mundos na Feira do Livro do Porto 2016
stand n.º 105
de 01 a 17 de Setembro de 2017
segunda a quinta: 12h00 às 21h30
sexta: 12h00 às 23h00
sábado: 11h00 às 23h00
domingo: 11h00 às 21h30
nos Jardins do Palácio de Cristal, no Porto


A livraria Traga-Mundos de Vila Real estará novamente PRESENTE na Feira do Livro do Porto 2017 – stand n.º 105 –, levando o mundo literário e cultural de Trás-os-Montes e Alto Douro, de 1 a 17 de Setembro de 2017, nos Jardins do Palácio de Cristal, no Porto – desde 2014 que participamos…

Recordamos que a Traga-Mundos é uma livraria especializada na temática de Trás-os-Montes e Alto Douro. Obras em prosa ou poesia; romances, novelas e contos; livros técnicos e revistas temáticas; álbuns infanto-juvenis e de banda-desenhada; de edições de bolso a álbuns de fotografia; de guias turísticos a cd’s e dvd’s; de edições de autor a edições de associações e outras instituições; em português e an mirandés; num esforço para se reunir e apresentar num mesmo local a riqueza cultural e literária da região de Trás-os-Montes e Alto Douro – nos dois últimos anos, João de Araújo Correia foi o autor mais vendido no stand.

A livraria foi distinguida, pelo quinto ano consecutivo, como uma das livrarias preferidas pelos portugueses, passando a ocupar a 6ª posição, em 2017, por um concurso de votação online promovido pela APEL – Associação Portuguesa de Editores e Livreiros. Em 2014 a traga_mundos obteve o 6.º lugar, em 2015 o 4.º lugar e em 2016 o 5.º lugar, mantendo-se como a livraria mais votada a Norte, de Trás-os-Montes e Alto Douro à Galiza – somando votos também no Brasil, na Guiné-Bissau, em Cabo Verde.

A livraria Traga-Mundos encontra-se localizada em Vila Real, capital da região de Trás-os-Montes e Alto Douro desde 5 de Novembro de 2011 e ao longo destes anos temos levado bancadas de livros a diversas localidades da região, incluindo as regiões transfronteiriças – até hoje, contabilizamos mais de 100 bancas de livros (Vila Real, Chaves, Murça, Sanfins do Douro, Atenor, Campos de Jales, Porto, Miranda do Douro, Justes, Pedras Salgadas, Corunha, Varge, Cambridge, Allariz, Sabrosa, Amarante, Morille, Carviçais, Valongo de Milhais, Pontevedra, Mêda, Arroios, Bragança, Vilar de Santos, Peso da Régua, Monforte de Lemos, Braga, Palaçoulo). Levamos bancas de livros aonde podemos, e para onde somos convidados: seminários, feiras, congressos, jornadas, escolas, teatros, bibliotecas, etc - por vezes, até as mesas levamos...

Com e pela Galiza, temos organizado e participado em algumas iniciativas. É no âmbito da Cultura Que Une – um conjunto de associações, fundações, empresas, particulares, criada com o objectivo de «articular accións e intervencións socio-culturais de base, creando unha rede que fomente a colaboración Galiza-Norte de Portugal – que temos aprofundado melhor esta articulação e colaboração, nomeadamente com a realização dos Actos da Cultura Galega-Portuguesa – em 2015, entre Amarante e a Corunha, em 2016, entre Vila Real e Pontevedra e, em 2017, entre Peso da Régua (Douro Vinhateiro) e Monforte de Lemos (Ribeira Sacra). Foi neste âmbito que participamos no stand da Cultura Que Une na Culturgal em 2014, 2015 e 2016.

[para mais informações ver www.traga-mundos.blogspot.com e página Traga-Mundos no Facebook]

Para a Feira do Livro do Porto este ano iremos incluir duas componentes, em resultado de iniciativas que temos vindo a desenvolver ao longo de quase 6 anos de existência:

1. iremos disponibilizar diversas obras em língua mirandesa; em prosa ou poesia; romances, novelas e contos; livros técnicos e actas de congressos; álbuns infanto-juvenis; algumas bi-lingues (na mirandés e em português); de edições de autor a edições de associações e outras instituições – neste momento, seremos a livraria que mais títulos em língua mirandesa temos disponíveis.

2. iremos disponibilizar algumas obras e autores da Galiza, numa tentativa de se reiniciar a divulgação e promoção da cultura irmã no Norte de Portugal – procurando retribuir o acolhimento fraterno que a traga_mundos tem sentido ao longo de mais de quatro anos de iniciativas de intercâmbio, nomeadamente no âmbito da Cultura Que Une.

Nota: esta iniciativa não tem qualquer apoio das entidades responsáveis pela cultura, turismo, fundações, comércio, empresas, imprensa, empreendorismo e afins, na cidade de Vila Real e na região de Trás-os-Montes e Alto Douro. 


Visite(-nos),
e traga um amig@ também...


 António Alberto Alves
Traga-Mundos – livros e vinhos, coisas e loisas do Douro
Rua Miguel Bombarda, 24 – 26 – 28 em Vila Real
2.ª, 3.ª, 5.ª, 6.ª, Sáb. das 10h00 às 20h00 e 4.ª feira das 14h00 às 23h00
259 103 113 | 935 157 323 | traga.mundos1@gmail.com

Próximos eventos:
- dia 14 de Setembro de 2017, quinta-feira, pelas 21h00: tricota_mundos noite #12, na livraria Traga-Mundos, em Vila Real, Portugal;
- dia 16 de Setembro de 2017, sábado, pelas 17h00: participação com uma banca de livros, e mais algumas coisas e loisas, no Mercadinho da Capella, no âmbito do Projeto Capella, em Arroios, Vila Real;
- dias 13, 14 e 15 de Outubro de 2017, sábado: participação com uma banca de livros de poesia no IV Poemagosto – Festival Internacional de Poesía en Allariz, Galiza;
- dias 1, 2 e 3 de Dezembro de 2017: participação com uma banca de livros na Culturgal – Feira das Industrias Culturais da Galiza, no Pazo da Cultura de Pontevedra, Galiza;
- e ao longo de 2017 haverá mais, sempre muito mais...

terça-feira, 22 de agosto de 2017

Hotel do Norte


“Hotel do Norte” de Rui Ângelo Araújo

«Em 1975, de norte a sul do país, vários hotéis foram requisitados para acolher a vaga de retornados e refugiados das ex-colónias. O Hotel do Norte, na estância termal de Fonte da Moura, foi um deles.

Durante cerca de um ano, Walter, Delfina e Beirão tiveram um intervalo nas suas vidas. Tudo o que estava para trás se perdera, mas no Hotel do Norte nada parecia avançar, nenhuma outra vida se anunciava, como se o edifício e o parque onde ele se erguia fossem uma cápsula, uma redoma que apenas permitia um quotidiano fechado e sem progressos.

Walter sabe que um dia terá de procurar uma nova vida e deixar aquele lugar, mas os arquivos do hotel exercem sobre ele um fascínio que o impede de pensar no mundo lá fora. Quando descobre a intrigante Catarina, que habita os anos quarenta do século XX, envereda por uma investigação detectivesca através da história e do rasto ténue que os antigos hóspedes deixaram.

No desaparecido Hotel do Norte cruzam-se três épocas, e quem hoje é chamado a revisitar o local vê-se enredado em combinações de realidade e ficção, memória e fantasia, verdade e mentira.»

Disponível na Traga-Mundos – livros e vinhos, coisas e loisas do Douro em Vila Real... | Traga-Mundos – lhibros i binos, cousas i lhoisas de l Douro an Bila Rial...
[também disponível do autor o título: “Os Idiotas” e “A Origem do Ódio – Crónica de um Retiro Sentimental”]


segunda-feira, 14 de agosto de 2017

sábado, 12 de agosto de 2017

Mercadinho da Capella #8, Arroios


A livraria Traga-Mundos foi convidada para participar com uma banca de livros, e mais algumas coisas e loisas, no Mercadinho da Capella #8 – «edição especial 2017», que irá decorrer no dia 19 de Agosto de 2017, sábado, a partir das 17h00, no âmbito do Projeto Capella, em Arroios, Vila Real.

terça-feira, 8 de agosto de 2017

O Douro – um olhar diferente


“O Douro – um olhar diferente” de António Augusto Ribeiro

«Trata-se dum trabalho que privilegia o património religioso, um tanto ou quanto esquecido e ou abandonado, na vertente dos cruzeiros e alminhas, na Região Demarcada do Douro.

O DOURO - um olhar diferente é uma viagem pelos 21 municípios, integrados nos quatro distritos  e cinco dioceses, que constituem a Região Demarcada do Douro...» AARibeiro

Disponível na Traga-Mundos – livros e vinhos, coisas e loisas do Douro em Vila Real... | Traga-Mundos – lhibros i binos, cousas i lhoisas de l Douro an Bila Rial...
[também disponível os seguintes títulos: "Os Cruzeiros da Diocese de Vila Real" João Parente e “As ‘Alminhas’ na Diocese de Vila Real” de João Parente]

sábado, 5 de agosto de 2017

16.ª Feira do Mel e Artesanato, Pedras Salgadas


A Traga-Mundos – livros e vinhos, coisas e loisas do Douro em Vila Real, irá participar pelo quarto ano consecutivo com uma banca de livros, mais algumas coisas e loisas, na 15.ª Feira do Mel e Artesanato, que acontecerá nos dias 12 (sábado), 13 (domingo), 14 (segunda-feira) e 15 (terça-feira) em Pedras Salgadas, Vila Pouca de Aguiar.

«Evento de cariz cultural e económico, realizado no Parque Termal de Pedras Salgadas, destinado a realçar a produção de mel e artesanato do concelho, contando com a presença de um grande número de apicultores e artesões regionais. Visitado por pessoas de todo o país, verifica grande afluência. Privilegiam-se, na sua programação, espetáculos de música popular portuguesa. Os concursos de mel (qualidade do mel e rótulos), de doçaria confecionada com mel e de peças de artesanato, são momentos bastante concorridos e animados.»

sexta-feira, 4 de agosto de 2017

Nadir Afonso - espécie de biografia


“Nadir Afonso – Itinerário (Com)Sentido” de Agostinho Santos

Este livro é reflexo de uma conversa entre Nadir Afonso e Agostinho Santos, mantida ao longo de dias, dos tempos, subindo ou percorrendo ora uma escada ora uma avenida no conhecimento do perfil e da obra de Nadir Afonso, para quem "a arte é a chama que lhe dá sentido à vida, é o ar que respira".
Aqui se reúne a obra de Nadir Afonso, acompanhada de textos de Júlio Resende [O rigor a a clareza de uma aventura], Laura Esteves Afonso [A Arte para Nadir é a chama que lhe dá sentido à vida] e Maria José Magalhães [Entre a liberdade e a disciplina através do rigor criativo], entre outros.



«A obra "Itinerário (com)sentido" é uma espécie de biografia de Nadir Afonso, "um dos maiores artistas vivos da arte contemporânea portuguesa", na qualificação do autor, Agostinho Santos.

Profusamente ilustrado, o livro, uma edição da Afrontamento e da Fundação Nadir Afonso, reproduz mais de cem pinturas e desenhos das suas várias fases (algumas inéditas), assim como muitas fotos de Pereira de Sousa, excertos de textos escritos por Nadir Afonso e uma longa entrevista feita por Agostinho Santos. A obra aborda todo o percurso de vida do artista, os tempos da infância em Chaves (sua terra natal), a época do Porto, o tempo de estudante na Escola de Belas-Artes, onde fez o Curso de Arquitectura, a sua estada em Paris, onde pintou enquanto trabalhava no ateliê de Le Corbusier, assim como o período em que esteve com Óscar Niemeyer no Brasil.

O livro inclui ainda uma análise da prof. Maria José Magalhães sobre as pinturas mais importantes do artista, depoimentos de Júlio Resende, de Laura Afonso (a segunda mulher do pintor)."Trata-se de uma edição trilingue (português, inglês e espanhol), com cerca de 400 páginas.» [“Jornal de Notícias”]


Disponível na Traga-Mundos – livros e vinhos, coisas e loisas do Douro em Vila Real... | Traga-Mundos – lhibros i binos, cousas i lhoisas de l Douro an Bila Rial...
[também disponível: “Nadir Afonso conversa com Agostinho Santos”, “Era uma vez um menino chamado Nadir” texto de Agostinho Santos ilustrações de Nadir Afonso, “Nadir Afonso: O Futuro Renascimento” concepção e coordenação Sara Cristina Silva, “Nadir Afonso – anos 70 – exposição”]

quinta-feira, 3 de agosto de 2017

Portugal – Lost and Found – Fascinating coloring book for adults


Portugal – Lost and Found – Fascinating coloring book for adults” design by Marina Velichko, illustrations by Olga Salikhova

Disponível na Traga-Mundos – livros e vinhos, coisas e loisas do Douro em Vila Real... | Traga-Mundos – lhibros i binos, cousas i lhoisas de l Douro an Bila Rial...
[também disponível o seguinte título: “Portugal – Lost and Found – Fascinating coloring book for children” design by Marina Velichko, illustrations by Maria Demidova]


quarta-feira, 2 de agosto de 2017

traga_mundos: foi há 6 anos...


FOI HÁ 6 ANOS...

Foi há seis anos, no dia 2 de Agosto de 2011, que reabri actividade em Portugal, registando nas Finanças de Vila Real a Traga-Mundos – livros e vinhos, coisas e loisas do Douro – Património Mundial, tendo como actividade principal a de livraria.

Chegara a 21 de Maio, no seguimento de trabalho voluntário de quase cinco anos na promoção da Língua Portuguesa em Canchungo e na Região de Cacheu, na Guiné-Bissau, e de imediato me vi confrontado com a total ineficácia do Centro de Emprego local. Optei então por fazer avançar um projecto – e sonho – que tinha reservado apenas para o que se designa como “o tempo de reforma”: abrir um espaço multi-cultural de livraria e/ou alfarrabista. Em dois meses, (re)visitei a oferta de livrarias, também em diversas cidades, estudei catálogos de editoras, procurei lojas em Vila Real, iniciei contactos, etc. Sobretudo, dei um nome à iniciativa, criei o logotipo e redigi o seguinte conceito orientador – que se foi apurando:

«queremos construir uma referência quando se pensa na região de Trás-os-Montes, nomeadamente do Alto Douro Vinhateiro, seus autores e cultura, vinhos e tradições, produtos e artesanato...».

A 5 de Novembro de 2011 abri a porta da Traga-Mundos na rua Miguel Bombarda, 24 – 26 – 28, na zona histórica da cidade e entre comércio tradicional, no espaço onde durante muitos anos esteve a notável Livraria Setentrião.

Estamos a montar um espaço com diversos nichos de interesse...

Uma livraria especializada na temática do Douro, incluindo álbuns de edição cuidada e guias (turísticos, vinhos, vinhos do porto, quintas, castas, etc)...
Onde estão presentes os autores locais e regionais com projecção nacional e universal –  A.M. Pires Cabral, António Cabral, João de Araújo Correia, Miguel Torga, Otílio Figueiredo, etc...
Obras em prosa ou poesia; romances, novelas e contos; livros técnicos e revistas temáticas; álbuns infanto-juvenis e de banda-desenhada; de edições de bolso a álbuns de fotografia; de guias turísticos a cd’s e dvd’s; de edições de autor a edições de associações e outras instituições; em português e an mirandés; num esforço para se reunir e apresentar num mesmo local a riqueza cultural e literária da região de Trás-os-Montes e Alto Douro.

Uma loja de vinhos do Douro, desde o vinho generoso – também denominado do Porto – ao vinho moscatel, com exemplares de aguardentes velhas. Iremos disponibilizar edições de 10, 20, 30 e mais de 40 anos, bem como LBV e Vintage...
Proporcionamos igualmente brancos e tintos, reservas e outras delicadezas, de produtores particulares da região – que não se encontram nos hipermercados...

Uma loja de mercearia fina: de compotas a ervas aromáticas, de chás a licores, de mel a frutos secos, de sabonetes naturais a azeite extra virgem, privilegiando produtos da agricultura local, familiar e tradicional...

Uma loja de artesanato, desde a olaria negra de Bisalhães a cutelaria, das máscaras a instrumentos de manufactura tradicional, da latoaria a outros artefactos...

Um local onde poderá igualmente encontrar informação turística, sobre eventos, romarias, restauração, alojamento, percursos, museus, igrejas e capelas, parques naturais, etc...

Um espaço de galeria de exposições (pintura, fotografia, escultura, cerâmica, artesanato, etc). Um espaço de diversos eventos (apresentações de livros, tertúlias temáticas, workshops, ateliers, oficinas, etc). Cuja porta é local de encontro e partida para um passeio pedestre ou de uma visita pela região. Um espaço onde simplesmente se está bem – por exemplo, confortavelmente no sofá vermelho!»

[para mais informações ver www.traga-mundos.blogspot.com e página Traga-Mundos no Facebook]

A todos vocês, amigos e familiares, clientes e produtores, escritores e artesãos, livreiros e editores, o nosso muito muito obrigado pelo apoio e interesse ao longo de todo este tempo – que é o que nos faz continuar, teimar, persistir...

António Alberto Alves
2 de Agosto de 2017


Nota: continuamos sem qualquer apoio das entidades responsáveis pela cultura, turismo, comércio, empresas, imprensa, empreendorismo e afins, na cidade de Vila Real e na região de Trás-os-Montes e Alto Douro.

terça-feira, 1 de agosto de 2017

Máscara de Careto do Corocho


Máscara de Careto do Corocho
Constantim, Miranda do Douro, Bragança

fabrico artesanal, em cerâmica,
pintado à mão
tamanho 30 x 20 cm (tamanho de um rosto adulto)

Disponível na Traga-Mundos – livros e vinhos, coisas e loisas do Douro em Vila Real... | Traga-Mundos –lhibros i binos, cousas i lhoisas de l Douro an Bila Rial... [também disponível em versão miniatura íman e boneco]